Ayrton Senna - o melhor piloto de todos os tempos

Nome: Ayrton Senna da Silva

Local e Data de Nascimento: São Paulo-SP – Brasil, em 21/03/1960

Local e Data da Morte: GP de San Marino (Ímola) – Itália, em 01/05/1994

Causa do acidente/morte: Ayrton Senna havia pedido aos mecânicos que aproximassem mais o volante de suas mãos e, para isso, foi feito um reparo (adaptação) na barra de direção de sua Willians. Durante o GP de Ímola a barra de direção (a adaptação feita) quebrou, o piloto perdeu o controle do carro a 300 km/h e se chocou com o muro na curva Tamburello. Ao bater, a barra de suspensão dianteira direita perfurou o capacete e o crânio do piloto, matando-o quase que instantaneamente (desde então, os capacetes dos pilotos de F1 são blindados, o que impede que qualquer peça ou detrito na pista possa causar algo semelhante ao que aconteceu com SENNA).

Ayrton SENNA da Silva foi, até hoje, o maior ídolo esportivo brasileiro. Começou sua carreira na F1 em 1984, correndo pela equipe Toleman, onde ganhou destaque no GP de Mônaco. Chovia torrencialmente naquele GP e SENNA chamou a atenção pela brilhante corrida que fazia. No ano seguinte transferiu-se para a Lotus, conquistando sua primeira vitória no GP de Estoril, em Portugal.

No ano de 1988, SENNA passa a ser piloto da McLaren, onde conquista seu primeiro título mundial de pilotos, vencendo oito corridas na temporada. Conquistou ainda os títulos de 1990 e 1991, tornando-se tricampeão mundial. Teve como maior rival, dentro e fora das pistas, o francês Alain Prost, seu companheiro de equipe em 88. O próprio SENNA considerava o francês um dos melhores pilotos de todos os tempos na F1. O maior amigo que SENNA teve na F1 foi o austríaco Gerhard Berger, companheiro de equipe na McLaren entre 1990 e 1992. Quando SENNA conquistou o bicampeonato no GP do Japão de 1989, na última volta da prova, ele estava em primeiro lugar e Berger em 2º. Nas últimas curvas, SENNA permitiu que Berger o ultrapassasse, pois o 2º lugar também dava o título ao brasileiro. Como Berger não havia conquistado nenhuma vitória na temporada, SENNA “presenteou” o companheiro com o primeiro lugar.

Em 1994, SENNA realizou um sonho: pilotar uma Willians. Mas a Willians de 1994 não era tão boa quanto a dos anos anteriores (1992 e 1993), em virtude das modificações na aero-dinâmica do carro e a proibição da suspensão ativa pela FIA. SENNA criticou o novo carro e chegou a dizer que “o carro não foi com a cara dele“. SENNA sempre foi muito querido e uma pessoa extremamente carismática, coisa que Michael Schumacher não conseguiu ser ao longo de sua carreira. Muito ligado à família, foi exemplo para a juventude brasileira. Ajudou muitas instituições de caridade, comprou equipamentos para hospitais, pagou diversas cirurgias e em troca pediu apenas uma coisa: o silêncio e o anonimato. Por isso, somente após a sua morte, todas essas benfeitorias foram divulgadas.

SENNA também foi muito reservado quanto a sua vida pessoal. Não gostava de falar de namoros e romances. Apesar de ser discreto, duas namoradas de Senna ficaram bem conhecidas pelo público. Com a apresentadora Xuxa, o relacionamento durou um ano e seis meses. A última namorada do piloto foi a modelo Adriane Galisteu, com quem a família de Senna não tem um relacionamento amistoso até hoje. Ainda assim, Galisteu escreveu um livro – “O Caminho das Borboletas” -, no qual narra os momentos que viveu ao lado do tricampeão.

A irmã Viviane Senna dirige o Instituto Ayrton Senna, que ajuda diversas crianças e adolescentes, por meio do esporte e educação, em quase todos os Estados do Brasil.

Alguns números da vitoriosa carreira de Ayrton SENNA:

Títulos na Fórmula 1: 3, em 1988, 1990, 1991 (todos com McLaren-Honda)

Vitórias: 41

Pole positions: 65

Pontos: 614

GPs disputados: 161

GPs finalizados: 105

Pódios: 80

Voltas na liderança: 2.987

Quilômetros na liderança: 13.676

Total de voltas percorridas: 8.219

Total de quilômetros percorridos: 37.934

Largadas na primeira fila: 87

Vitórias com pole positions: 29

Vitórias de ponta a ponta: 19

Voltas mais rápidas: 19

Máximo de poles conseguidas em uma só temporada: 13 (em 1988 e 1989)

Pole positions consecutivas: 8, nos seguintes GPs: Espanha, Austrália, Brasil, San Marino, Mônaco, México e EUA (1988) e Brasil (1989).

5 comentários:

Luiz carlos disse...

Não trocaria nem um trofeu do Airton até mesmo algum que foi conquistado em terceiro lugar em alguma corrida no decorrer dos campeonatos que ele participou por todos os trofeus que o michael chumacher conquistou em primeiro lugar ou por todos os titulos mundiais que esse Alemão conquistou, o Airtom dirigia um carro fraco como se fosse um carro de ponta o Airton dirigia um carro com o cambio quebrado e chegava na frente.ele dirigia um carro sem muita tecnologia na epoca na chuva como se tivesse andando no seco e hoje como esses que temos na formula um de hoje c/ tanta tecnologia dirige,não estoui criticando ninguem estou apenas comparando uma era que não tinha tanta tecnologia como a de agora. AFINAL QUEM GANNHOU UMA CORRIDA ATÉ HOJE C/ APENAS MEIO CARRO DE DIFERENÇA E COM UM CARRO BEM INFERIOR AO DO ADIVERSSARIO E INCLUSIVE DEBAIXO DE CHUVA VOCES ALEMBRA.

15 de março de 2009 11:54
Anônimo disse...

ele foi genio puro. eu vi ele correr . e nesses anos todos eu numca tive duvida de q ele foi o melhor . a galera so descobriu agora isso

26 de dezembro de 2010 08:19
Anônimo disse...

nao tem piloto com ele NEM ESSE TAL SCHIMI QUE SO GALVAO DIZ QUE GENIO ,se nao tivesse morrido niguem sabia se existia ou nao, sete vz campeao sem ninguem ,fica façil , desculpa rubens dominado pela FERRARI, mais ele sempre foi e vai ser oMELHOR AIRTON SENNA DA SILVA ,irmao na FE,DEUS ,SEMPRE TIMAO,valeu meu amigo AIRTON SEMPRE NUMERO 1 ,dos BRASIL.

17 de abril de 2011 16:27
guilherme de recife disse...

guilherme. Ayrton foi um genio, com uma rara abilidade, que foi superior a outros genio como o alam,que é de longe melhor que o shumi-alemão. Ayrton será semple o maior que ja existiu o talento dado a ele. Foi um presente de DEUS.

2 de maio de 2011 18:08
Anônimo disse...

se no tempo de senna n havia muita tecnologia o k dizer da altura de stewart, lauda e outros!!

1 de fevereiro de 2012 21:48

Postar um comentário